Barraco na cabine: Richie Hawtin vs. Afrojack “The EDM War”

Enquanto uns amam os rumos que a música eletrônica toma unindo-se cada vez mais ao pop, outros odeiam e preferem vagar pelo underground da e-music mundial.

E com a notícia de que o magnata Robert FX Sillerman injetou bilhões de doláres no circuito “rave/festival” americano, parece que a coisa ao invés de melhorar, está piorando cada vez mais.

Richie Hawtin deixou claro pra todo mundo que, “hoje em dia, está fácil demais” para os novos dj´s e disse que gostaria que essa integração do mainstream e da música eletrônica tivesse fim.

E logo.

Desde então, Hawtin se tornou o porta-voz da e-music underground e meteu a boca no trombone e detonou muitos dj´s no Wall Street Journal. Só que Richie não parou por aí, em entrevista ao LA Times o dj novamente causou polêmica, ao fazer a seguinte declaração:

Agora existe uma possibilidade de chegar à uma alta posição sem muito trabalho. É fácil um dj ser glorificado por emplacar dois ou três singles. Mas o que eles precisam entender, é que a e-music não é só o “agora”. Se você quiser tratar o gênero como um algo momentâneo você pode fazer, mas a verdade é que todos deveriam ter o pensamento de que a e-music vai viver para sempre.

E para confrontá-lo, o holandês Afrojack também resolveu dizer o que pensa:

 Se você realmente é um produtor, você deve abraçar tanto a música pop quanto à música dos clubes. Quando você assiste tv, você só quer ver os Kardashians? Claro que não, e é por isso que amo Richie Hawtin, Nicki Minaj e Green Velvet…

E Hawtin prontamente responder:

Eu adoro música pop. Mas só gosto das boas…

#Vish