Barraco na cabine II: Calvin Harris e Rita Ora

#Vish a bruxa está mesmo solta…

Esse deverá ser apenas o primeiro “round” dessa briga. Após Rita ora afirmar, em abril, que a música “Call My Name”, produzida por Calvin Harris e mais recente sucesso de Cheryl Cole, foi oferecida a ela e rejeitada, agora é a vez do responsável pela faixa dar sua versão da história, via Twitter.

Calvin, mais conhecido por produzir o mega-sucesso de Rihanna “We Found Love”, escreveu:

 “Só para constar, ‘Call My Name’ nunca foi oferecido para Rita Ora cantar. Ela inventou isso, não sei o motivo”.

“Eu estou apenas deixando tudo às claras, coisa que você não fez quando podia. Foi um comentário desrespeitoso para se fazer, apenas isso”

“Call My Name”, presente no mais novo álbum de Cheryl, intitulado “A Million Llights”, é o atual primeiro lugar da parada de singles do Reino Unido e foi (supostamente) rejeitada por Rita Ora por ela não querer se aventurar na atual modinha do electropop.

Após toda a confusão já ter chegado em todas as mídias do planeta, Rita Ora também utilizou a rede de microblogs para se retratar com o DJ e produtor.

“Eu odeio brigas. Então eu te amo Calvin Harris, me liga que eu te explicarei o que realmente aconteceu, eles distorceram tudo..”, escreveu a cantora.

Vi no Popline