Arquivo da categoria: Uau!!!

The Kickstarts lança pack de free downloads

O duo paulistano mais sensacional dos últimos tempos, lançou uma pack cheia de downloads gratuitos!

Não perca tempo e baixe todas as tracks prontas para incendiar qualquer pista!

E se divertir também.

Atenção especial para ”Play with Knives”  : )

https://player.soundcloud.com/player.swf?url=http%3A%2F%2Fapi.soundcloud.com%2Fplaylists%2F1582317&show_comments=true&auto_play=true&show_playcount=true&show_artwork=true&color=00ffcb The Kickstarts – FREE DOWNLOAD TRACKS by TheKickstarts

VEM GENTE! Porra Dj! 2 anos

PORRA DJ, 2 Anos! #EPIC Battles @ LAB Club (SÁB.10.MARÇO)

PORRA DJ, 2 Anos! PORRA #partyhard! A data está chegando e a comemoração já tem hora e lugar. Bicho vai pegar PORRA!

PORRA DJs! A data? 10/03! O local? Já anunciamos semana passada, será na LAB Club na Augusta em São Paulo. Conceito? Atrações? Line Up? Tudo confirmado, mas aguarde, serão revelados aos poucos nos próximos dias PORRA!

PORRA, e enquanto a curiosidade castiga geral! Conheça e curta um pouquinho do coletivo #partyhard que está por trás da organização e promoção da PORRA toda…

#partyhard

#partyhard lifestyle! As melhores festas e rolês de São Paulo para os amantes da boa música e da vida noturna.

Na verdade, #partyhard é mais que apenas um lifestyle, é um coletivo de artistas visuais e DJs de São Paulo, que trabalha pela divulgação e renovação da cena eletrônica em São Paulo, valorizando tudo o que ela tem de melhor.

O coletivo foi criado no início de 2012 por Wagner e Ivan (aka The Twins), Bruno Santin e Rafael Minari (aka 13duo) e Elijah (aka @elijahvsjesus) e representa a “nova” cara da cena eletrônica paulistana, um dos seus principais pontos fortes.

Afinal, é exatamente a convergência das novas ideias, influências e experiência de outras cenas musicais que a cena paulistana precisa neste momento.



Idéia bacana, gente bonita e música de qualidade! Embarca nessa com a gente porque o REMIXA caiu de cabeça nessa super festa, que promete agitar e abalar as estruturas da Rua Augusta e da Lab! E os manos do 13Duo, velhos parceiros do blog, a gente ouve sempre e garante que é de qualidade! Sem contar claro, com o amigo Jesus ”Elijah” Light, que arrebenta nas pick-ups e comemora com todos nós esse sucesso mais que merecido!

Curtiu? Então corre lá pro Facebook e confirma presença nessa super festa!

E a gente se vê por lá!

Messi e Calvin Harris?

A Pepsi junta na sua nova campanha “Kick In The Mix” alguns dos maiores nomes do futebol mundial. Messi encabeça o “spot” publicitário onde constam nomes como Torres, Wilshere, Drogba, Lampard ou Agüero.

O DJ Calvin Harris é o responsável pela banda sonora e direção musical da campanha num anúncio onde os craques do futebol irão vivenciar um ambiente diferente do habitual do campo de futebol, como  num festival de praia onde a música e a multidão tomam conta do jogo.

Vem aí a Manager Dj!

Manager.DJ

Artistas que não possuem contrato com agências não vão mais precisar se preocupar com o fechamento de gigs e aumento da base de fãs. Ao que tudo indica, a solução para todos os problemas que um DJ pode ter com burocracia e marketing está a caminho. Em março, chega ao mercado brasileiro um software online, chamado manager.dj. Completamente em português, o sitema permite o gerenciamento de datas, logística, comissão de agência, organização de base de fãs e divulgação do trabalho possíveis de serem realizados em poucos minutos. A tecnologia é baseada em programas já existentes no exterior desde 2003, como o DJ Intelligence e o Gig Builder. Segundo o lema do manager.dj, o sistema “torna o marketing e gestão de sua carreira uma tarefa fácil para que você tenha tempo para fazer o que realmente importa: cuidar de sua arte”. Sonho ou realidade? Resta aos artistas aguardarem pelo lançamento e testarem as funcionalidades do sistema.

Via Portal HouseMag

Estudo aponta crescimento de música eletrônica no Brasil!

E alguém ainda tinha dúvidas ?

O público de música eletrônica cresceu 56,64% no Brasil em 2011, chegando a 19,5 milhões de pessoas, devido ao aumento de festivais e a realização de turnês de artistas internacionais apontou estudo divulgado nesta quarta-feira.

A arrecadação na bilheteria das festas de música eletrônica evoluiu na mesma proporção, alcançando R$ 879 milhões, indicou levantamento feito pelos organizadores do festival Rio Music Conference, que ocorrerá nos dois próximos fins de semana no Rio de Janeiro.

Os gastos dos participantes desses eventos com alimentação e bebida também cresceram 115,4% ao ano, atingindo R$ 1,07 bilhão. A despesa com o cachê dos DJs aumentou 79,9%, atingindo R$ 97,8 milhões, somando os principais eventos realizados no país.

Já o dos artistas dos grandes festivais pode chegar a R$ 150 mil e nas pequenas festas R$ 1,5 mil em média. Os patrocinadores, principalmente as empresas de bebidas, investiram nesses eventos R$ 460,8 milhões, 60% a mais do que no ano anterior.

A quarta parte do público de música eletrônica se concentrou em São Paulo, que abriga as maiores festas e as principais discotecas do país. O estudo contabilizou três grandes festivais, 16 eventos de médio porte e 500 festas pequenas, realizadas nas principais discotecas brasileiras.

Ao longo do ano, o Brasil recebeu os festivais Creamfields, Ultra Music Festival e o Rock in Rio, que dedicou um palco a esse gênero em seus seis dias de shows, além de outros eventos como as festas Planeta Terra, SWU e XXXperience.

Entre os DJs internacionais que tocaram no país estão David Guetta, Ferry Corstern, Sven Väth, Erick Morillo, Fatboy Slim, Bob Sinclair, Armin van Buuren, The Prodigy e Nalaya. Neste ano, está prevista a realização da versão brasileira do festival espanhol Sónar, em maio em São Paulo, além do Rio Music Conference, que ocorrerá durante o carnaval do Rio de Janeiro e projeta receber 40 mil pessoas em seus dez dias de festas.

Eu já havia comentado sobre isso no ano passado. A cada 10 rádios brasileiras 9 tocam e-music, seja ela conceitual ou electropopfarofa. Esse número tende a aumentar, uma vez que o Brasil virou rota OBRIGATÓRIA para mega dj´s. Em menos de 3 meses Steve Angello já apareceu por aqui 2 vezes. Pra quem estava fora do planeta e não sabe, Skrillex ganhou 3 prêmios no Grammy exibido no último domingo.

Se isso é estar na pior….

Pohaannnn….

Via R7

Tapa na cara da sociedade: Skrillex leva 3 Grammy´s pra casa!

Não gosto de dubstep e não curto Skrillex.

Mas não posso negar o quão fundamental foi a vitória dele nesses três prêmios. Fundamental por três motivos:

  1. Porque ninguém dava a mínima para uma vertente da e-music com menos de 10 anos de existência: DUBSTEP
  2. Porque Skrillex alavancou ainda mais o nome da e-music com essas premiações
  3. Porque a e-music ainda tem muita lenha pra queimar no cenário electropopfarofa e no mainstream fonográfico mundial. E a vitória dele é a prova disso.

E uma última consideração: Ouso dizer que os padrões estão mudando, lentamente, mas estão. Adele até então gordinha e sofrida, sambou na cara ao levar 6 prêmios pra casa, isso não acontecia desde 2007, quando uma banda de cowntry feminina chamada Dixie Chicks levou 6 prêmios também.

E Skrillex o geek estranho faturou 3 prêmios na noite de ontem.

3 prêmios…e por mais que eu não curta, foi merecido!

Melhor Regravação Remixada: Cinema (Skrillex Remix)

Melhor Gravação Dance: Scary Monsters and Nice Sprites – Skrillex
Melhor Álbum de Música Eletrônica: Scary Monsters and Nice Sprites – Skrillex

deadmau5-grammys-2012-gi.jpg

Skrillex Recording Artists Afrojack and Skrillex and Paris Hilton (C) pose backstage at the 54th Annual GRAMMY Awards held at Staples Center on February 12, 2012 in Los Angeles, California.

It´s not right, but is ok.

Perdemos uma grande cantora na noite de sábado. Whitney Houston em minha humilde opinião recebeu o melhor remix de todos os tempos, aquela coisa de o remix ficar melhor que a canção original com ”It´s not right but is okay”.  O remix foi assinado por Thunderpuss, aquele de Papa´s got a brand new pig bag”.

Goodbye Whitney…

File:Whitney not right.jpg

Air lança novo álbum

A dupla francesa de música eletrônica Air lançou no dia 07 de fevereiro seu novo álbum, chamado “Le Voyage Dans La Lune”, inspirado no filme homônimo (“Viagem à Lua”), rodado em 1902 por Georges Meliès. 

Eu não sou fã do AIR, dupla francesa pra mim, só o Justice. Até porque a única música que conheço do AIR é o hit ”Sexy Boy” que eu ouvia incessantemente quando ia para A lôca. O nome da banda é uma sigla para Amour, Imagination, Rêve (em português, ‘Amor, Imaginação e Sonho’). Não conheço mais por preguiça mesmo…Mas pra quem quiser saber um pouco mais, é só clicar aqui!

 Formado por Nicolas Godin e Jean-Benoit Dunckel, o duo foi convidado pelas organizações Fondation Groupama Gan e Fondation Technicolor para compor uma trilha sonora moderna para a versão restaurada do filme, apresentada na edição de 2011 do Festival de Sundance. Após a conclusão do trabalho, o Air decidiu expandir o projeto, criando um álbum completo baseado no filme original. O resultado é um disco menos sombrio que a trilha sonora de “Virgens Suicidas” (filme de Sofia Coppola), também assinada pelo Air; a sonoridade de “Le Voyage Dans La Lune” está mais próxima de “Moon Safari”, seu primeiro álbum.

Neste novo trabalho, o Air contou com a participação de Victoria Legrand, da banda Beach House, e do grupo Au Revoir Simone.

A produção do disco é assinada pela própria dupla, também responsável pela composição e execução das músicas.

Sobre o filme

Em 1902, o diretor Georges Méliès lançava “Viagem à Lua”, baseado nas obras de Julio Verne (autor de “Vinte Mil Léguas Submarinas”) e H.G. Wells (de “A Guerra dos Mundos).

O filme tem 14 minutos de duração, foi rodado em preto e branco e é  pioneiro na ficção científica, apresentando efeitos especiais inéditos e trazendo extraterrestres às telas pela primeira vez.

As informações são do Portal IG.

http://embed.vpro.nl/player/?src=urn:vpro:media:group:12643243&skin=3voor12