Anunciado line-up da 2ª edição do Festival Ecolife

Ecolife

Antes de você ler isso, saiba que é um dos festivais MAIS LEGAIS de São Paulo! Estivemos no primeiro e agora vamos cobrir essa segunda edição, recheada de grandes Dj´s!

FESTIVAL ECOLIFE – Música, Arte e Conscientização

21/04 – Domingo_12h às 22h

O Festival EcoLife é um evento multicultural sem fins lucrativos que visa promover a conscientização social por meio de diversas expressões artísticas.

ATRAÇÕES:

ZIRIGUIDRUM Open Air
12h Vencedor do Campeonato
13h DJ VAZ
14h ROOTS ROCK REVOLUTION
15h DJ SOARES
16h DAVID WS
17h TIKKO
18h KALEIDOSCÓPIO (Live)
19h THIAGO UN
20h CRITYCAL DUB
21h DJ ANDY

GROOVE4LOVERS Club Room
12h Vencedor do Campeonato
13h RAFAEL TORRES
14h MAXWELL ROCHA
15h RODS
16h ANDRÉ PRADO
17h VITOR LIMA
18h RENATO COHEN
19h a confirmar!
20h JULIÃO
21h SUB

Além de muita música o Festival EcoLife preparou para você:

– Exposição de Arte by Aquino Supertramp, Airton Braga, Mari Amorim, Thiago Campos.
– Live Painting by Aquino Supertramp
– Exposição de Reuso.
– Lounge Sustentável
– Arte Circense e muito mais!

Mais informações curta a pagina do EcoLife: www.facebook.com/FestivalEcoLife

Promoção: Mole Junglist, Michelle Lima, Tatiana Carvalho, Angela Jungle

Local: Tatos Club
Marginal Tietê, 5159 – Barra Funda SP – Tel: 3615-2303
Depois da Ponte Julio Mesquita sentido Zona Leste
Estacionamento com Vallet no local

Entrada:- 1kg de alimento não perecível ou 1kg de ração para cão ou gato

As doações serão encaminhadas as seguintes instituições:

Cotic
Entidade privada sem fins lucrativos, que cuida de crianças com necessidades especiais e câncer
www.cotic.org

Cão Leal
Abrigo de cães privado sem fins lucrativos que há 4 anos resgata animais de rua ou sob maus tratos
www.facebook.com/caoleal

Dica ECOLIFE:

Vá de Bike! Aos domingos sua bicicleta é bem-vinda nas linhas do Metrô e da CPTM. Chegando à estação Barra Funda há um bicicletário que funciona das 6h às 22h. Necessário levar o Rg e um comprovante de residência, o cadastro é rápido e sua bicicleta fica segura. Além de não poluir o ambiente você estará fazendo bem a sua saúde.

Teremos no Festival lixeiras suspensas de fácil visualização e em diversos pontos do evento, portando não jogue lixo no chão, nunca é tarde para mudar os velhos costumes.

Chegue cedo! O Festival será realizado em um espaço privado que tem um limite de capacidade, chegando cedo você garante a sua diversão sem filas e transtornos.

BOA FESTA!

O último show do Swedish House Mafia no UMF

SHM4

Os cinco anos de Swedish House Mafia foram muito bem representados durante a apresentação do UMF que rolou ontem em Miami. Sebastian Ingrosso, Axwell e Steve Angello finalizaram seu legado com um show de arrepiar até o mais hater dos haters e quem dizer o contrário é recalque! As imagens apresentadas no telão junto da sequencia de acordes de “Greyhound(com mashup de Raise your hands)”, mostraram porque o Swedish House Mafia foi uma das maiores bandas do mundo e seu legado ainda vai permanecer por muitos anos na cabeça, e nos ouvidos, de muita gente.

shm5

A apresentação muito bem iniciada, seguiu a linha de sempre sem muitas surpresas, o barato ficou por conta das versões apresentadas de “Wakanda” (Dimitri Vegas e Like Mike) ,”Rasputin” (Hard Rock Sofa), “Leave The World Behind” (Laidback Luke), “Calling – Lose my mind” e o acréscimo de uma bateria eletrônica, que tornou a apresentação mais intensa e muito mais swingada! Após isso, é a vez de “In my mind” de Axwell gerar um coro enorme em Miami e no Youtube, quando a apresentação via streaming chega a mais de 180 mil.

shm6

As tracks “Ressurection Together” (Bootleg de Sebastian Ingrosso e Axwell), “Antidote vs. Zeus”, um mashup incrível de “Calling” e “Epic”, “Kidsos”, “Teenage Crime” (Adrian Lux) e  “Every Teardrop Is A Waterfall” (Coldplay) fizeram o SHM chegar ao topo do tt´s (pelo menos nos EUA) e quase mataram os saudosistas do coração.

Os suecos abusam do microfone pra chamar o público (como se fosse necessário!) pra gritar a cada virada ou drop das tracks, e “Knas” é solta com um mashup fod@ e isso mostra que Angello, Ingrosso e Axwell ainda vão fazer muito barulho, mesmo separados.

A emoção rola solta quando os primeiros segundos de “Don´t Worry Child” são identificados pelo público presente no show dos caras! No twitter, a comoção dos fãs (como eu) é vista por diversos tweets com trechos da música. Ever

shm7

A emoção tomava conta de Sebastian Ingrosso e Axwell, enquanto Steve Angello estava…Steve Angello – apático.

Steve estava em qualquer lugar do mundo, menos em Miami. Enquanto os outros suecos castigaram a bateria, Steve ficou responsável por soltar as tracks “Quasar” (Hard Rock Sofa), “Spectrum – Say my name” (Florence and The Machine), “Insomnia” (Faithless) e o clássico “Sweet Disposition” (The Temper Trap) que quase levou Miami abaixo!

O crowd levantado por eles será um dos momentos mais emocionantes da minha vida!

SHM1

Até tuítei que o show era épico, brutal, emocionante e do car@lho! Era impossível assistir sem empolgação. Por alguns momentos senti tanta coisa ao mesmo tempo que ficou difícil conter as lágrimas quando Axwell pegou o microfone e junto de Angello e Ingrosso agradeceu a receptivadade durante os 5 anos da banda e mostrou a trip perfeita para os edmaníacos com “Miami 2 Ibiza”

SHM3

“Scene one. Everybody get in your positions. Pay attention, and listen.
We’re trying to get this all in one take, so lets try and make that happen.
Take one, one, one, one, action!”
Miami 2 Ibiza

SHM2

Daí em diante, o final já era próximo e a emoção ficava cada vez mais intensa! John Martin subiu ao palco para salvar o mundo pela última vez ao lado do Swedish House Mafia.

“One”, o maior hit dos caras, foi o ápice da apresentação e com um sabor muito especial para esta que vos escreve afinal, foi a música que iniciou tudo isso, desde o Remixa até a minha própria carreira. Ainda toco a track como se ela fosse o último lançamento dos suecos.

shm8

Ainda rolaram as tracks “Reload” (Tommy Trash), Heart is King (Axwell) e a versão acústica de “Don´t Worry Child” enquanto o texto de agradecimento dos suecos aparecia no telão do UMF.

Foi uma grande honra assitir mesmo que pelo Youtube, a última apresentação do Swedish House Mafia e neste momento eu não encontro palavras para descrever a emoção que essas 1:30m me proporcionaram.

E em nome de muitos, registro aqui o nosso agradecimento pelos 5 anos de música boa e de apresentações que já entraram para a história da música eletrônica:

shm

Novidades sobre o Daft Punk!

o-RANDOM-ACCESS-MEMORIES-570

Random Access Memories, o novo álbum da dupla francesa Daft Punk, ganhou data de lançamento e arte de capa. O álbum tem previsão de chegada às lojas para 21 de maio.

Segundo o iTunes, que já disponibilizou o disco para a pré-venda, Random Access Memories terá 13 faixas, que ainda não tiveram seus títulos divulgados. Este será o primeiro álbum de inéditas do Daft Punk em oito anos, desde Human After All.

Aproveite e ouça abaixo um curto preview com apenas 15 segundos de duração de Random Access Memories:

Via Portal Uol

Depois do Beatport, SFX compra a IT&T, produtora da Tomorrowland e Sensation

Tomorrowland

Depois de adquirir o Beatport, Robert Sillerman da SFX parece que realmente vai construir seu império da música eletrônica! O cara acaba de adquirir a ID&T, produtora de festivais como Tomorrowland (agora Tomorroworld) e a Sensation junto da marca Mysteryland.

A SFX adquiriu 75% da empresa, no valor de aproximadamente US$ 136 milhões. ID & T é uma produtora de Amsterdã e funciona como uma empresa privada que produz eventos na Europa e em todo o mundo há mais de 20 anos. Robert F.X. Sillerman, presidente e CEO da SFX Entertainment, está na vanguarda do negócio.Robert Sillerman

Além de Beatport e ID&T, Sillerman adquiriu uma linha de casas noturnas em Miami, bem como empresas de vários festivais e eventos ao vivo.

A SFX também anunciou na semana passada um investimento de publicidade pesado, estimado em US $ 10 milhões. Ele planeja realizar eventos da  ID & T no Brasil, África do Sul, e talvez no Quênia e na Ásia. Sillerman foi citado em uma entrevista afirmando:

Agora a música eletrônica virou a indústria do entretenimento profissional. Eu estou vendo possibilidades, e eu não vou hesitar. Esse é o jeito que temos que fazer e vamos ir por esse caminho. “

Uhuuuulll! O Brasil está nos planos do rei da música eletrônica!

Pelo menos Robert, teve a capacidade de enxergar esse potencial brasileiro. Coisa que muito empresário brazuca não tem, a única coisa que passa pela cabeça dos daqui, é enfiar sub-celebridade na cabine.

Via New York Times

Tudo sobre o MOB 2013!

mob-2013

O Dj Luiz Melo de Brasília, já é nosso parceiro em matérias do MOB! Com ele, você não fica preso naquela chatice de só falar dos pontos altos do festival, e em 2013 ele volta ao Remixa pra contar tudo de bom (e de ruim) que rolou no MOB 2013!

O texto é um pouco grande, mas garanto que vale a pena ler até o final pra ficar por dentro de tudo o que aconteceu no navio mais dançante do Brasil!

bn_notc_2130.jpg

Entre 8 e 11 de março, o Reino de Iemanjá recebeu mais um MOB FESTIVAL, à bordo do navio Splendour of the Seas, em sua sexta edição. E lá estávamos de novo, vendo o que aconteceu, evoluiu ou derrapou, na humilde opinião de quem gosta de música boa, e vê essa brincadeira desde o início.

Quem foi?

Bom, sendo hoje a única opção de cruzeiro no gênero house e suas vertentes, o público do ano passado bateu ponto de novo, no estilo “ playboy bombado com boné John John e óculos re-start “ e “ meninas saradas com voz de menino” . Numa boa, dava até medo pensar numa briga de certos casais. Não sei quem ia morrer de apanhar. O lado positivo foi que o público foi menor que na edição passada, devido à configuração do barco, e isso vai se repetir em 2014. Menos gente, no caso em questão, é lucro. Então, vamos sublimar os quase 80% neste modelito, que em sua maioria nem sabia quem tocava, e vamos ao que interessa.

O line-up dia a dia.

Todo mundo embarcado, alguns saindo com menos de 30 minutos à bordo ( os motivos de sempre), inicio de som, com a festa “ Cuervo Sessions “ no atrium central do navio. Receita sempre aplicada pelo Staff do evento, para dar um mínimo de sossego na montagem da estrutura da piscina, local onde realmente as coisas acontecem.

André Marques abriu a farra de 2013, fazendo o warm-up  do trio californiano Pilowtalk.

Set competente nos 118 bpm, obviamente restrito às dificuldades decorrentes do local improvisado, setup reduzido e apertado. Não tem jeito; nessas condições, não dá pra fazer milagre, e André fez o dever de casa com simpatia e interagindo com o público.

A atração principal veio a seguir, e aí, a primeira bola fora: O live Pilowtalk, conhecido por aqui pelo hit “Soft”, não em sua original versão, mas na excelente remix do Life & Death, pagou caro pela estrutura acanhada instalada. Seria lindo num sunset no palco principal. No atrium, os vocais de Sammy D desapareceram e foi sentido o balde de água fria. Após o live, outra derrapada: O trio iniciou um revezamento nas cdj´s, e aí, a salada de goiabada com feijão complicou. Cada um tocava o que dava na telha, o vocalista Sammy D subiu a pista e o seguinte, Michael Tello (oi?) enterrou e jogou uma pá de cal. Comecei a olhar no relógio, ansioso pela piscina e suas atrações. Porém, sempre é bom ressaltar que apenas 3 horas antes, absolutamente nada existia, pois nunca é demais lembrar que estamos falando de uma festa em um navio, que no início da manhã desembarcava alegres senhoras, crianças e casais em lua de mel. O início em 2012, foi melhor.

Leia o restante do texto depois do pulo

Continuar lendo

Kaballah divulga principais atrações

Kaballah

A agência e produtora Entourage anuncia para o dia 4 de maio de 2013 a edição comemorativa de 10 anos da Kaballah Circus com grandes novidades. A principal delas é o local escolhido para sediar o festival, o parque Hopi Hari, maior parque temático da América Latina, localizado em Vinhedo (SP). Outra novidade é a adição de mais um palco, totalizando quatro, aos quais o público terá total acesso. O evento terá início às 12h do sábado e tem término previsto para às 8h do domingo seguinte.Kaballah Festival Full Line Up

Inspirados em grandes festivais internacionais, os empresários Guga Trevisani e Marcelo Arditti estão dentre os principais realizadores que colocam e mantém o Brasil no mapa da música eletrônica mundial. Há dez anos, a primeira edição recebia cerca de 300 pessoas. O crescimento ao longo do tempo levou à inclusão de novas sonoridades que ganharam o gosto do público e a festa evoluiu para um grande festival, que já chegou a receber quase 20 mil pessoas em algumas de suas edições.

SERVIÇO:
Kaballah Circus Festival 10 anos no HOPI HARI
Data:
04 de maio de 2013
Horário: 12h00
Local: Hopi Hari
Endereço: Rodovia dos Bandeirantes, Km72.5 – Vinhedo
Cidade: São Paulo-SP

Preços:
Lote promocional até 31/01: R$ 89 (Ingresso “Acesso Total“ com acesso a todos os palcos e atrações do parque e do festival)*

Vendas normais a partir de 9 de janeiro.
Vendas de camarotes a partir de 16 de janeiro.
Censura 18 anos.
*Lote promocional válido apenas para o ingresso “Acesso Total”

Info: (11) 4007.1134 (Hopi Hari) ou (11) 3051.5775 (Entourage)
Site: www.kaballah.com.br

LINKS:
www.kaballah.com.br
www.facebook.com/kaballah
www.hopihari.com.br