Blog da Monga na Virada Cultural

 

Demorou mas saiu!  

Estamos com uma dificuldade técnica e infelizmente o sistema de comentários não está disponível. 

Mas não deixe de se manifestar, para isso tem o nosso Twitter e Facebook! Vem gente! 

   

  

  

 

Promo Girls!

  

 

E comecei bem essa 7ª edição da Virada Cultural,esqueci meu bilhete único. Putz, já começamos bem. Mas aí, seguimos a caminho. Lindas, belas e inteligentes, carregando um engradado de cerveja estupidamente gelada de casa. Chegamos ao Metrô Anhangabaú ai foi tal de espera uma e espera outra… E nessa brincadeira se vai um belo tempo, entre idas ao banheiro, efeito colateral da cerveja, porque imaginem: de onde moramos até o Anhangabaú é um longo caminho, então muita cerveja pra agüentar o trajeto, com direito à brincadeira do trava língua, ninguém conseguia dizer Anhangabaú… também depois de tantas latinhas fica difícil pronunciar o próprio nome…Saímos de casa às 17h do sábado e fomos curtir a primeira pista às 21h. Aí vocês se perguntam o porquê?Andando pela Praça da Republica eis que encontramos uma árvore bela, grande e forte com toda a certeza era uma árvore centenária, cheia de tradição e memória, uma PESSOA (que prefere não se identificar, temendo represálias de Ong´s de proteção florestal) não agüentou e foi contemplá-la fazendo xixi nela. É isso ai gente, foram URINAR na árvore… já que o banheiro era longe demais pra agüentar. Mas essa tal pessoa foi interrompida por alguém que estava trabalhando por lá, acredito que era um grupo de intervenção artística, que começou a bater palma para a tal PESSOA dizendo: – Bonito né! HAHAHAHAHA E ai então ela resolveu parar de matar a mata, e enquanto tentava sair do seu banheiro natural, ela segurou no cipó por que estava caindo (ela ia cair direto e reto no lago), mas preferiu cair de bunda no chão mesmo HAHAHAHA (acho que ela achou mais fácil) Mas já imaginou o que seria dessa pessoa, se ela caísse no lago? JÁ IMAGINOU A REPERCUSSÃO? Mas é bem típico dessa pessoa pagar MICOS desse tipo…#todasriram. E ai quando passamos pelo mesmo lugar horas depois a árvore estava interditada com a seguinte placa: Ato teatral cancelado por atitudes do homem (do homem não por@# da mulher mesmo!!!!#todaschoraderir. Será que aconteceu algo ali? Era só aquela árvore pessoal! Estranho né!? 

 

  

Seguindo novamente… Primeira pista: Major Sertório: Pista Fechada… Por que o gerador ainda não tinha chegado, bem Brasil mesmo né? E aí fica a turma toda por lá com cara de tacho!#failorganização. Não é piada não gente. Gostaram? A gente odiou! Andamos, andamos a vida toda, borá o grupod e retirantes atravessar aquele lugar calmo e seguro chamado PRAÇA DA REPÚBLICA… Segunda Pista: Largo São Francisco. Vimos a apresentação do Renato Ratier e do Dj Vitor Lima,até a entrada triunfal de Patife! E ai já sabe né? Pena que o som não ajudou, som distorcido demais, mal dava pra entender que track estava rolando e pra acabar de vez com tudo, Patife fez um set muito confuso, ora D´n´B ora flash house, gostamos muito do Patife mas realmente não entendemos uma vírgula do que ele tocou. Calma fã xiita, o cara é bom, vira muito, mas nessa Virada não foi tudo isso não… O Andy na Spirit foi bem melhor! 

   

 Depois de vê-lo resolvemos ir pra Sé, mas não estava bom, ou melhor, não estava nada legal… Brigas e mais brigas, garrafas voando de um lado, latas de cerveja do outro e a cada metro uma nova confusão. Poxa vida molecada, não sabe curtir fica em casa. Não atrapalha quem espera ansiosamente por esse evento. A Virada tem lá seus defeitos, mas tem gente que não colabora e é por essas e outras que grandes festivais migram para outros estados. 

 

  

Blog da Monga Team

  

 

 Então amanhecemos no Largo São Francisco. Definitivamente foi uma madrugada intensa.Fomos parar na Major Sertório novamente às 10h da manhã, e adivinhem… Pista aberta! Gostaram? A gente sim! Ficamos lá por muito tempo, entre essas que fomos, era o melhor som. Sem dúvida! Usamos o banheiro do estacionamento de graça, por que já estávamos sem dinheiro de tanto pagar 1,00 real para encontrar algo decente. Os banheiros químicos? Sem condições né pessoal. Preferimos ficar sem dinheiro até descobrirmos o banheiro do estacionamento da Major. Algumas pessoas (poucas entre os sobreviventes) foram embora por cansaço e outros motivos pessoais. Mas nós seguimos. Não agüentando mais, fui comprar um chinelo por que meu pé estava frito. Vi um chinelo lilás por 5,99, mas fizeram eu levar um chinelo de 11,99 por que era branco. Saí do supermercado, pedi pra guardarem o comprovante de compra do chinelo, só por precaução. Tirei o tênis, coloquei o chinelo no pé. Adivinhem… Chinelo pequeno. Fui trocar o chinelo. Cadê o comprovante? Não sei #oventolevou. 

 

  

 

Não, não era Havaianas, a marca era Dia. Quando cheguei em casa às 22h do domingo o comprovante estava dentro da sacola com o tênis. Seguimos Virada Cultural com um chinelo branco do Dia e pequeno, chegamos ao reggae, onde havia alguns rastas vendendo e mostrando seus trabalhos artesanais. E para desintoxicar o corpo e os ouvidos de tanta música eletrônica curtimos um pouco o som do reggae e dançamos e rimos muito ao som de Falamansa e depois Forroçacana que fechou a Virada Cultural 2011. Existem detalhes que talvez nunca mudem como a questão dos banheiros químicos e a distância de um palco para o outro. A segurança novamente ficou à desejar, o número de brigas e arrastões que presenciamos comprova isso. Existem casos e casos e não faz parte da nossa essência julgar as pessoas, mas galera que tá começando agora, galera nova, cheia de energia, música eletrônica como qualquer outra, é uma música que promove a paz e não a guerra. A Virada Cultural é um dos eventos mais importantes da cidade, pois é a oportunidade de passarmos 24 horas ouvindo música eletrônica de qualidade e com o melhor cenário do mundo: A nossa cidade. Cinza ou não ela é nossa. É essa é a nossa tribo. Tem gente que só tem essa opção e a galera tá jogando isso no lixo…Mas fora isso, apenas confirmamos que a Virada Cultural é o evento mais importante do calendário da Tia Kassab que tanto proibiu e…não deu em nada, as bebidas eram vendidas pelos ambulantes livremente! Mesmo assim, já ficamos no aguardo da próxima edição!  

 
 

E já marca aí na sua agenda: Blog da Monga na Parada do Orgulho Gay 2011 e na Spirit of London Blue 2011! 

Largo São Francisco

6 comentários

Fala aí

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s